O QUE ACONTECE AO NOSSO CORPO DEPOIS DA MORTE?


pessoa morta no necrotério coberto por um lençol
Perguntas não faltam e nem a curiosidade. O que de fato acontece com o corpo das pessoas após sua morte?, qual é o tempo de decomposição dos corpos? quais são os estágios pelos quais um cadáver normalmente passa até estar totalmente desintegrado?

Como o corpo humano se decompõe

Para início de conversa, os corpos começam a se decomporem poucos instantes depois da morte, quando enzimas e células vão destruindo o próprio corpo em um processo chamado de autólise que funciona assim: tão logo o coração pare de bater, as células ficam sem oxigênio, restos tóxicos de reações químicas vão se aglomerando nelas aumentando a acidez e para completar, as enzimas ali presentes começam a roer as paredes dessas células fazendo-as se romperem uma a uma até não sobrar mais nada e isso normalmente começa com o fígado que é cheio dessas tais enzimas e com o cérebro por ter muita água.

Em quanto tempo um corpo se decompõe?

Mulher com rosto sangrando e pele se abrindo como um zíper
Diversos fatores, como por exemplo a temperatura e o ambiente onde o corpo permanecerá, são responsáveis por fazer com que ele se decomponha mais, ou menos rápido variando assim o tempo gasto para que ele venha a se tornar apenas um esqueleto.

Mesmo podendo haver inúmeras situações agindo para retardar ou acelerar esse processo, é possível determinar, de uma maneira geral, o tempo gasto nas fases de putrefação dos cadáveres humanos. Vejamos abaixo alguns fatos estranhos sobre esses momentos da morte.

Estágio 1 - Músculos duros e o corpo frio

cadáver com corpo totalmente duro
Muito rapidamente, logo depois de alguém vir a óbito (nos primeiros 20 minutos de se estar realmente morto) ocorre o empalidecimento da pele que os médicos legistas chamam de pallor mortis. A explicação é que o glóbulos brancos que saíram de vasos rompidos vão se alojando nas veias menores descolorindo a pele. A partir daí parece que se inicia uma contagem regressiva onde muitas coisas estranhas vão acontecendo no corpo quase como um efeito dominó.

Ainda dentro das 24 horas iniciais, ocorre o esfriamento da temperatura corporal (1,5 graus célsius por hora) e os músculos ficam endurecidos entrando em rigidez cadavérica (ou rigor mortis) devido a mudanças na química desses tecidos que ficam com excesso de cálcio e então vão se contraindo impossibilitando seu movimento. Essa característica permanece entre a quarta e décima segunda hora de morto mas vai perdendo a força dentro de 48 horas.

Estágio 2 - Barriga cheia de gás

cadáver de baleia explode na praia  ao ser furada por homemEste é o período em que inicia-se a formação de gases (entre os dias 2 e 14) que à medida que se acumulam, deixam o abdome completamente inchado e com bolhas. Esta situação se dá porque as bactérias que se alimentam dos tecidos corpóreos também vão fermentando o açúcar e o resultado de toda essa ação e reação é produção de gases como a amônia e o metano. 
Você se lembra quando um biólogo foi perfurar a barriga de uma baleia que morreu encalhada e então ela explodiu? Pois é, muitas vezes a barriga do falecido pode literalmente estourar por causa da pressão desses gases sobre as paredes abdominais.

Estágio 3 - Putrefação negra

Durante essas etapas de decomposição, o corpo passa por mudanças em sua coloração assumindo vários tons até chegar finalmente naquela cor negra característica dos corpos em avançado estado de putrefação.

Entre os décimo e o vigésimo quinto dia após o falecimento de um indivíduo, está o período de maior perda de massa corporal efetuada principalmente pela ação das larvas de insetos que vão consumindo o cadáver.


 animal morto sobre vegetação sendo consumido por larvas
Larvas aceleram processo de decomposição

Nesse intervalo de tempo, uma enorme quantidade de compostos nitrogenados ou seja, os gases  e os  líquidos corporais com muito nitrogênio, se espalham ao redor do local onde se encontra o falecido e se o vazamento for diretamente no solo, a terra sofrerá drástica alteração causando sua infertilidade e matando a vegetação. Uma zona negra de morte se instala ao redor do corpo do cadáver a qual poderá durar meses ou anos, variando conforme as condições do clima.

Cadáver humano com a morte negra sobre o solo
Putrefação negra: líquidos cheios de nitrogênio saem do cadáver e matam tudo ao redor

Comentários

  1. Esse estágio da barriga cheia de gás é o mais irado. Já pensou uma pessoa explodindo no necrotério?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO