AS BIZARRAS FOTOS POST MORTEM VITORIANAS

Seria estranho ou bizarro tirar  fotos de alguém que acabou de morrer e pôr no álbum da família? Então fica o aviso aos sensíveis: esta matéria tem fotos de pessoas mortas!

fotos post mortem bizarras de duas mulheres mortas

Para entendermos melhor o assunto, a palavra post mortem vem do latim e significa "após a morte". Então fotos post mortem nada mais são que fotografias tiradas de pessoas recém falecidas. 


foto post mortem de uma mulher cujos olhos foram retocados artificialmente
Olhos retocados para  "ficar 
bem" na foto post mortem.
Essa antiga arte de fotografar os mortos está relacionada com a expressão latina "memento mori" que (em tradução livre) quer dizer "lembre-se, que você um dia morrerá". 

Embora possamos ver de forma bizarra alguém querer uma imagem de um ente querido que acabou de morrer, no passado, isso não era nada inédito.Tal hábito era necessário porque na maioria das vezes, era a única e última fotografia que se conseguiria obter de um familiar.

As fotos, eram feitas colocando os corpos dos adultos mortos em poses naturais, como por exemplo sentados em uma cadeira ou deitados em uma cama. As crianças muitas vezes ficavam no colo de seus progenitores. Quando julgavam necessário também pintavam os olhos dos cadáveres nas fotos para que ficassem bem vívidos e alegres.



A origem das fotos post mortem

aparelho daguerreótipo para tirar fotos post mortem de cadáveres
O daguerreótipo fez as imagens
mais bizarras da era vitoriana
A criação de imagens dos mortos não foi inventada no século XIX e tão pouco se iniciou (como dizem muitos sites erroneamente) com um pedido da Rainha Vitória para que fizessem uma fotografia de seu marido que falecera. Preservar a memória dos mortos já vem de longa data. É só nos lembrarmos das grandes pirâmides do Egito e do mausoléu Taj Mahal na Índia que foram construídos em homenagem a seus governantes

Anteriormente as pessoas podiam encomendar retratos post mortem pintados a mão, mas nem todos conseguiam pagar pelo serviço por ser de custo elevado. Com a invenção dos primeiros aparelhos de fotografia como o daguerreotipo, a partir de 1839, que possibilitavam "gravar a morte" a preços bem mais em conta , as imagens post mortem tiveram sua ascensão, atingindo o ponto máximo de popularidade na Europa e nos Estados Unidos entre 1860 e 1870.

Post mortem valiam mais que simples retratos

Nesse período esquisito da história, apelidado em homenagem à Rainha Vitória da Inglaterra de Era Vitoriana, havia o sarampo, tuberculose, cólera, tifo e outras doenças que a medicina ainda não sabia combater, além das condições desumanas de moradia que levavam as pessoas a viverem no máximo 30 e poucos anos. O pior é que de cada 100 crianças, 20 não chegavam aos cinco anos de idade. 


garota morta em foto fúnebre com os dentes a mostra
Garota em foto post mortem:
as doenças não davam trégua
Nos arquivos do senso americano, por exemplo, as crianças menores de 1 ano eram muitas vezes classificadas de "anonymous" ou "sem nome" pois a sobrevivência delas não era garantida. 

Logo, devido às altas taxas de mortalidade da época, eram tiradas fotografias dos entes queridos mortos para aliviar a dor da perda, preservar a memória e também para compartilhar uma última visão daqueles que se foram com os parentes incapazes de comparecer no leito de morte ou no funeral.

À medida que os padrões de habitação e saúde melhoraram e tirar fotos se tornava mais comum, o retrato post mortem foi saindo da moda. Hoje, esse tipo de foto cadavérica é uma prática quase inexistente, mas ainda está presente entre os católicos ortodoxos da Europa Oriental ao retratarem pessoas que foram consideradas "santas".



 Agora aproveite a seção de fotos macabras.   

(se conseguir)



pai e mãe posando para foto post mortem com a filha morta em uma cama

Os pais da moça falecida saíram com o rosto embaçado nessa foto e o dela está bem nítido. Durante o tempo de exposição para a captura das imagens pelo daguerreótipo era necessário ficar bem parado (em torno de dez minutos) para se obter uma imagem satisfatória e logo se deduz que os pais não ficaram tão quietos.



homem e mulher segurando caixão em pé com cadáver dentro para tirar foto post mortem
Uma lembrança bem assustadora de um instante na história humana chamado de Período ou Era Vitoriana.




cadáver de bebê sentado com mãos entrelaçadas para tirar foto post mortem

O corpo  sem vida de um bebezinho cujas mãos estão entrelaçadas e uma mulher logo atrás  (talvez a mãe). Esse tipo de fotografia post mortem ficou conhecida como hidden mother (mãe escondida). Era comum o uso desse artifício onde as mães seguravam discretamente suas crianças (mortas) para que não caíssem  ou para acalmar as que estavam vivas a fim de que o fotógrafo terminasse seu trabalho.


senhora falecida sentada em um banco e segurada por familiares para fazer uma foto post mortem

Os familiares da mulher sentada seguram seu cadáver. Veja a mão retorcida e o corpo pendendo para um dos lados. Seria a tia dos dois que estão de pé?



cadáver de criança com feições esquisitas deitado na cama para fazer uma foto memento mori

A menina já está com a pele do rosto enrugada e região dos olhos funda. Essa foto fúnebre só poderia ser da era Vitoriana onde situações estranhas surgiam a todo momento.


foto post mortem de menina morta deitada em berço e sua boneca no carrinho de bebê

Triste momento e a boneca macabra está ali olhando de lado!



4 crianças vivas e apenas uma morta posando em pé para foto fúnebre

A menina da esquerda até parece dormir, no entanto pode-se notar que seu corpinho já parece sofrer a rigidez cadavérica. Seus irmãos têm as mãos relaxadas ao passo que as dela permanecem esticadíssimas.



foto post mortem de menina  loira falecida e suas 4 bonecas que se parecem com ela

Parece um filme de terror! Colocaram a criança morta sobre uma cadeira cheia de bonecas. Note que as bonecas se parecem muito com a falecida dona até no corte de cabelo. Uma em particular (a maior à esquerda) está olhando em sua direção com os olhos negros. Que foto bizarra, estranha e medonha!



um menino morto dentro de um enorme caixão com seu pai e sua mãe mortos também

Trágico: o pai, a mãe e o filho tiveram a última imagem de suas faces guardadas nesta post mortem  para a posteridade, indicando que um dia estiveram nesse mundo. Isto é memento mori!

Comentários

  1. Maluco demais essas fotos! Nessa época o povo era bem bizarro para tirar fotos de gente morta e guardar!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO