OS 6 MISTÉRIOS MAIS INCRÍVEIS E IMPORTANTES DO UNIVERSO

astronauta flutuando no espaço e observando misterioso buraco negro
O ser humano já percorreu um longo caminho acumulando um expressivo progresso científico e grandes descobertas ao longo dos séculos, mas ainda temos muito a aprender sobre o cosmos e até sobre nós mesmos. O universo é moldado por todo tipo de forças invisíveis que não compreendemos e que estão ocorrendo nesse momento. Aqui falamos justamente sobre isso: quais seriam os 6 mistérios mais incríveis e importantes do universo.Vamos lá?

1 - VIDA EXTRA TERRESTRE: ESTAMOS SOZINHOS?

duas meninas observando nave extraterrestre

O universo é realmente enorme ou melhor, gigantesco. No grande esquema das coisas, os seres humanos são apenas pequenos pontinhos no universo. E, no entanto, atualmente parece que somos os únicos na festa.

Há uma forte contradição nisso tudo porque, ao mesmo tempo que sabemos da probabilidade da existência de vida extraterrestre , do mesmo modo também convivemos com a falta de evidências de que essa vida alienígena exista mesmo. Isso é que os estudiosos chamam de "O Paradoxo de Fermi".

No momento já foram identificados diversos planetas potencialmente habitáveis "semelhantes à Terra". Grandes centros de pesquisa vivem esquadrinhando o universo com potentes telescópios e mandam constantemente mensagens através do espaço mas ainda não vimos sinal de vida inteligente "lá fora" e ninguém retornou nossas mensagens. Existem numerosas teorias, desde a possibilidade de que a vida inteligente seja excepcionalmente rara até a noção de que espécies exóticas estão propositalmente evitando serem detectadas e assim terem a vantagem de continuarem em sigilo nos "estudando" ou de poderem usar o "elemento surpresa" contra nós em algum momento.

Talvez, os extraterrestres estejam tratando a Terra como uma área selvagem. Alguns astrônomos e físicos chegaram a argumentar que o tempo de vida desses possíveis alienígenas é curto e que por viverem pouco eles teriam deixado robôs superinteligentes, que viveriam em partes mais frias e escuras do universo onde não estamos olhando. Pode ser que esses robôs não quisessem conversar conosco, já que seríamos, em relação a eles, animais primitivos.De qualquer forma, a procura está longe de terminar. De fato, está apenas começando.

2 - OS ASSUSTADORES BURACOS NEGROS

buraco negro misterioso no espaço sideral
Os buracos negros são como se fossem a areia movediça cósmica. Eles são formados quando uma estrela gigante entra em colapso, implodindo em uma área minúscula de gravidade tão intensa que nada, nem mesmo a luz ao redor pode escapar de ser sugada.

Especialistas acreditam que podem haver até 100 milhões de buracos negros apenas em nossa galáxia, e esses monstros podem crescer e ter sua massa aumentada bilhões de vezes mais  que o sol.

Mas não sabemos o que acontece quando os objetos passam através deles. Talvez aquilo que passar pelo centro de um buraco negro seja esticado em longas cadeias de matéria ou quem sabe, as coisas são transportadas através de um atalho para uma parte diferente do nosso universo.

Por enquanto, os cientistas não podem dizer o que acontece dentro de um buraco negro, a menos que tenham a coragem de entrar em um deles. Mesmo assim, não conseguiriam sair e nem enviar mensagem alguma para contar às pessoas sobre o que encontraram. Portanto, isso vai continuar um mistério sem solução por um bom tempo.

3 - A ORIGEM DO UNIVERSO E O BIG BANG

modelo gráfico de expansão do universo a partir do big bang
Apesar do que o nome parece sugerir, o Big Bang não foi de fato uma explosão, mas sim uma grande expansão a partir de um local muito pequeno do espaço, extremamente quente e denso chamado de singularidade. O universo continua se expandindo, se esfriando e mudando a coloração há pelo menos 13,8 bilhões de anos. Veja na imagem acima.

No entanto, o processo exato que causou isso  ou o que havia antes disso ainda permanece desconhecido. Não teria sido Deus quem acendeu o pavio?

Atualmente, a humanidade está chegando mais perto de reunir informações sobre os primeiros momentos do universo, ma mesmo assim somos impedidos (por nossas limitações de conhecimento cientifico e tecnológico) de saber o que aconteceu exatamente naqueles  primeiros 40 segundos antes da chamada grande explosão que originou o universo.

4 - O MISTERIOSO PLANETA NOVE

representação do sistema solar com 9 planetas
Poderia haver um planeta escondido nas fronteiras distantes do nosso sistema solar, o desconhecido planeta 9. Ele teria de cinco a dez vezes a massa da Terra e provavelmente viaja traçando uma órbita alongada que atinge 400 vezes a distância entre a Terra e o sol ou seja, mais ou menos  60 bilhões de quilômetros.

A existência do Planeta Nove é uma idéia que se tornou popular entre os astrônomos desde 2014. Os pesquisadores suspeitam da existência do planeta por causa de padrões de objetos no Cinturão de Kuiper , um anel de detritos no sistema solar externo. Esses objetos tendem a se aglomerar de maneiras que sugerem que a gravidade de algo grande lá fora (o planeta 9)  os está puxando.

Os pesquisadores trabalham com o hipótese de que o astro realmente não exista , mas afirmam que, quanto mais estudam o comportamento orbital do Sistema Solar, mais claras se tornam as evidências que comprovam sua existência. 

Com o intuito de encontrá-lo, os astrônomos procuram por luz que seria refletida do planeta 9 e também estão usando simulações de computador para estimar sua órbita a fim de conseguirem determinar onde e quando ela estará.

5 – MATÉRIA ESCURA

matéria escura através do universo
Os astrofísicos estão estudando um outro tipo de matéria que forma o cosmos: cerca de 25% do universo é composto por um material totalmente separado chamado matéria escura. 

Essa matéria escura é completamente invisível para os telescópios e para o olho humano, ele não emite nem absorve luz visível (ou qualquer forma de radiação eletromagnética), se tornando um verdadeiro "material fantasmagórico", sendo que somente é possível saber de sua existência porque seu efeito gravitacional é evidente nas galáxias e estrelas.

Embora a matéria escura tenha se mostrado extremamente difícil de estudar, muitos cientistas especulam que ela possa ser composta de partículas menores que o átomo (subatômicas) bem diferentes daquelas que criam a matéria que vemos ao nosso redor.

A matéria escura também poderia explicar certas ilusões de ótica que os astrônomos veem no universo profundo. Por exemplo, imagens de galáxias que aparentam ter anéis estranhos e arcos de luz podem ser explicadas pelo fato de que sua luz está sendo distorcida por nuvens maciças e invisíveis de matéria escura fazendo com que vejam o que não existe.

6 - SEQUENCIA DE FIBONACCI: ASSINATURA DE DEUS NO UNIVERSO

galáxia em espiral
É uma sequência de números que, misteriosamente, aparece em muitos fenômenos da natureza e em todo o universo. Foi descrita no final do século 12 pelo italiano Leonardo Fibonacci. Ao observar a beleza da natureza descobriu a divina proporção em várias plantas como por exemplo: a espiral da folha de uma bromélia, espiral que nasce na  proporção de 1,618.  Trata-se de uma combinação de números infinita e começa com 0 e 1.

Os números seguintes são sempre a soma dos dois números anteriores. Por exemplo: 
depois de 0 e 1 vêm 1, pois 0+1 é igual a 1. 
depois de 2 e 3 vem 5, pois 2+3 é igual a 5. 
depois de 3 e 5 vem 8, pois 3+5 é igual a 8. 
e assim sucessiva e infinitamente teríamos: 0,1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, 377, 610, 987, 1597, 2584...

Essa sequência pode ser encontrada em outras situações:
caramujo e rabo de camaleão em espiral
Na concha do caramujo cada novo pedacinho tem a mesma dimensão dos dois pedaços antecessores somados.
O rabo do camaleão é uma das representações mais perfeitas da sequencia de Fibonacci.

O motivo desses números estarem em todos os lugares é desconhecido, mas sua presença é um fato que surpreende a todos. Na natureza a proporção de 1,618 pode ser facilmente encontrada até mesmo no comportamento dos átomos, nas espirais das galáxias, nas ondas do mar, nos furacões. 

Essa sequência faz tanto parte do nosso mundo que surge a pergunta principal: seria isso uma espécie de marca como quando alguém escreve um livro, pinta uma tela ou constrói um edifício deixando a assinatura do dono da obra? Esta seria a assinatura de Deus em todas as suas criações? O que você acha?

Comentários